Cases

Cresce exportação de vinho brasileiro; saiba quem são os maiores compradores

Cresce exportação de vinho brasileiro; saiba quem são os maiores compradores

Estudo do MAPA (Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento) para identificar as cadeias produtivas com potencial de crescimento nas exportações vai incluir o vinho. Afinal, como avalia o ministro Blairo Maggi, “os vinhos e os espumantes produzidos no Brasil têm sido cada vez mais premiados e com aceitação crescente nos mercados nacional e internacional”. A análise pretende reforçar a meta do ministério de aumentar de 6,9% para 10% a participação do Brasil no mercado mundial agropecuário, em 5 anos.

No primeiro semestre de 2016, foram exportados US$ 2,2 milhões em vinhos e espumantes, ampliando em 33,27% o desempenho registrado no mesmo período de 2015, ano em que exportamos US$ 4,41 milhões de vinho para países como Estados Unidos, Paraguai, Colômbia e Reino Unido.

De acordo com dados da Wines of Brasil, projeto realizado pelo Ibravin (Instituto Brasileiro do Vinho) em parceria com a Apex-Brasil (Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos), em volume, as vendas para o exterior cresceram 26% com a remessa de 835,5 mil litros. O setor também verificou melhora no valor médio por litro, que passou de US$ 2,51 para US$ 2,65.

O Reino Unido triplicou o volume adquirido, passando de 29,7 mil litros para 83,3 mil litros. E nos Estados Unidos, o incremento foi de 23% em volume, saltando de 117,5 mil litros para 144,7 mil litros.

Países compradores em 2016:

1º Paraguai

2º Estados Unidos

3º Reino Unido

4º Colômbia

5º China

6º Finlândia

7º Alemanha

8º Canadá

9º Japão

10º Bolívia

de-garcom-a-sommelier-19