Cases

Edição limitada e design aproximam vinho brasileiro de colecionadores e ajuda vendas. Conheça o case da Casa Valduga

Edição limitada e design aproximam vinho brasileiro de colecionadores e ajuda vendas. Conheça o case da Casa Valduga

Sem safra específica, nem o tipo de uvas usadas, muito menos de onde vieram. Essa falta de informações é proposital para aguçar a curiosidade do cliente, explica a diretora comercial da vinícola Casa Valduga, Juciane Casagrande, ao apresentar o Luiz Valduga, vinho de exceção e ganhador do prêmio Grandes Cases de Embalagem 2016, pela garrafa e embalagem.

A garrafa tem o ombro mais largo do que a base. O rótulo é uma longa tira de metal que vai do gargalo até o fundo do recipiente gravado com o nome do vinho, aplicado a uma pedra de basalto, minério típico da região de Bento Gonçalves (RS), onde a vinícola está instalada. Para fechar, um pedaço de madeira de um barril usado para armazenar vinhos é aplicado. A edição limitada da bebida vem dentro de uma caixa de madeira pintada de preto.

De acordo com Juciane, 15 mil garrafas foram produzidas e anualmente serão comercializadas três mil unidades. Assim, todo o processo de venda vai levar cinco anos para ser completado. Esses processos são chamados de corte pela vinícola. E o primeiro já está 90% vendido. “Isso mostra potencial de produtos e muda a visão de clientes sobre vinhos brasileiros”, defende a diretora.

de-garcom-a-sommelier-19