Cases

Inovação e restruturação são ingredientes para sucesso de produtores brasileiros de vinhos

Tanto a empresa vencedora do Top Ten ExpoVinis Brasil 2017 na categoria “Brancos brasileiros” quanto na categoria “Espumantes brasileiros”, Don Guerino e Peterlongo, respectivamente, decidiram assumir novos riscos nos últimos anos para mudar a percepção do consumidor nacional em relação aos vinhos produzidos no país. Ambas gaúchas e já consolidadas no mercado perceberam que era hora de mudar.

A fim de consolidar no mercado uma imagem de empresa vanguardista, a Don Guerino desenvolveu o primeiro Torrontés brasileiro. A iniciativa está relacionada a ideologia do enólogo na marca que é argentino, país de origem de vinhos Torrontés. Vale lembrar que em 2016, a empresa também venceu a categoria “Brancos brasileiros”.

Produtora do único champanhe no Brasil, a Peterlongo decidiu por uma restruturação da marca, que resultou na contratação do enólogo francês Pascal Marty (confirmando a tese de Jorge Lucki de que o olhar de um profissional de outro país “só adiciona” à produção) que colaborou no desenvolvimento do espumante Peterlongo Elegance.