Gestão

Investir em influenciadores famosos ajuda a vender mais vinhos?

Investir em influenciadores famosos ajuda a vender mais vinhos?

Você já deve ter percebido, ao rodar os canais de sua TV ou pelos sites de sua preferência, que a gastronomia tem conquistado no gosto popular. Mais que isso: tem proporcionado verdadeiras experiências em reality shows que focam, justamente, na arte culinária.

Nesse cenário em que o público pode apenas se encantar com o visual de receitas muito bem elaboradas, os influenciadores ganham cada vez mais espaço, na mídia em geral, para aproximar o consumidor final dessa milenar arte que é a gastronomia.

Sobra espaço, inclusive, para aprofundar os conhecimentos em outro produto milenar: o vinho. Então, quer saber mais a respeito dos influenciadores e o impacto deles, atualmente, na escolha de produtos? Confira a seguir.

O que são influenciadores?

O termo está tão em voga quanto os programas de TV culinários e remete, diretamente, à influência que personalidades (da TV ou de canais na internet) exercem sobre o seu público.

Isso pode funcionar por meio da educação e informação, para que os espectadores aprimorem seus dotes culinários, ou mesmo para que conheçam um novo produto e passem a consumi-lo, com base na palavra de quem o consumidor confia.

É a boa e velha publicidade, mas com nova roupagem. “Em tempos que as redes sociais são facilitadoras da propagação de informação e de opinião, é indispensável associar-se com pessoas que compartilham dos mesmos valores de uma marca. Relacionar-se com um influenciador que pode aconselhar ou direcionar sobre produtos gera excelentes frutos à marca”, explica Mateus Masiero, coordenador de trade marketing e relacionamento do grupo Famiglia Valduga.

A marca, inclusive, apostou nessa parceria recentemente ao expor os seus produtos em um episódio do programa MasterChef. E, de acordo com Masiero, a repercussão fez coro com o que muitos já diziam: a parceria com influenciadores, bem planejada, pode ser um sucesso.

“O fato de integrar uma mídia de massa como a TV aberta, e com as redes sociais do próprio programa e seus jurados, proporcionou uma enorme repercussão positiva. Diferentemente da TV, nas redes sociais do programa e dos jurados, nós conseguimos mensurar opiniões e alcance dos esforços para avaliação. Afinal, o MasterChef é tido como autoridade em gastronomia”, destaca Masiero.

Vantagens de usar influenciadores em campanhas de marketing

Além da exposição da marca e seus produtos, a utilização de influenciadores em campanhas de marketing também pode repercutir de maneiras diretas e indiretas na valorização das empresas.

No caso da Famiglia Valduga, Masiero também aponta a valorização da região do Vale dos Vinhedos como uma região prestigiada e ainda mais notória como um dos lugares mais prolíferos para produzir vinhos e espumantes nacionais.

Sem falar no alcance desse tipo de publicidade, que pode atingir um número diversificado de público – algo, inclusive, que pode aproximar novos consumidores para a descoberta no consumo de vinho. Algo que, dificilmente, a empresa conseguiria com esforços convencionais de publicidade.

Portanto, a construção ou valorização de uma marca, com o auxílio de influenciadores, tem sido uma grande sacada de empresas de todos os portes e segmentos de atuação.

No caso do consumo de vinhos, o equilíbrio funcional e complementar com a gastronomia pode fazer com que as empresas saboreiem novas oportunidades de negócio – uma tendência que, aparentemente, ainda parece estar longe de empanturrar o consumidor.

“O influenciador tem a capacidade de contribuir com a decisão dos consumidores, por meio da imagem de confiança que construiu de si próprio com o decorrer do tempo. Quando um influenciador prestigia um produto nosso e divulga isso para seus seguidores, essa experiência repercute nos pontos de venda”, finaliza Masiero.

Esta, no entanto, é apenas mais uma possibilidade de encontrar oportunidades no mercado de vinhos. Mas existe também o leilão de vinhos, sabia? Confira nosso artigo sobre eles!