Carreira

Por que investir em Wine Hunter?

Por que investir em Wine Hunter?

Viajar para além das fronteiras e horizontes em busca de novos sabores, parece ser um sonho realizado para muitas pessoas. E, de fato, pode ser. Ainda mais quando descobrimos que se trata de um sonho possível.

É o caso dos wine hunters: profissionais que desbravam o imenso universo dos vinhos atrás de um diferencial que se destaque pelo aroma, cor, textura ou no paladar, para levar ao conhecimento do público.

E se você se interessou por essa modalidade que tem trazido e exportado rótulos surpreendentes, nos últimos anos, vai querer continuar a leitura deste post. Confira!

O que significa ser um wine Hunter?

A profissão está em alta no mundo, mas também tem dado as caras no Brasil, onde tem pegado carona na predileção cada vez mais crescente do consumidor por vinhos.

Para Vicente Jorge, wine hunter da Wine.com.br, “ser Wine Hunter significa entender as tendências de mercado e encontrar o que há de mais especial pelo mundo. Eu e o ManuelManu” Brandão (também wine hunter do e-commerce de vinhos) precisamos de conhecimento que só os anos de trabalho na área oferecem para realizar as buscas com sucesso e utilizar toda essa expertise para negociar com produtores” explica o profissional, que traduz esse expertise em trazer a melhor experiência ao seu consumidor.

Trata-se de uma espécie de consultoria, na qual pessoas como Vicente e Manuel apontam alguns dos melhores rótulos para o seu público-alvo. Tornam-se, portanto, referências em seus ramos de atuação, agregando mais valor à empresa para onde trabalham a cada rolha sacada de alguma indicação deles, por assim dizer.

Outras vantagens em ter um wine hunter no seu negócio

Com tantos rótulos à disposição, e de tantos países famosos por cultivar diferentes tipos de uvas, é fácil de compreender por que a profissão de wine hunter chegou maravilhosamente ao gosto popular.

“Entregamos aos clientes rótulos criteriosamente selecionados a um preço vantajoso. Acredito que, assim, conseguimos nos aproximar dos nossos clientes e descobrir as nuances do paladar do brasileiro, além de ajudar cada vez mais a valorizar o mercado de vinho no Brasil” ressalta Jorge, que ainda aponta os prazeres em viajar o mundo em busca de algo que realmente impacte o seu consumidor.

“Eu e o Manu viajamos bastante, por cerca de oito meses por ano, e visitamos desde os destinos mais conhecidos do universo do vinho, até os mais inusitados. Nesses destinos, selecionamos os rótulos que acreditamos serem ideais, pensando nos paladares dos clientes. (…) Existe também a parte de negociar com os produtores e vinícolas  para que assim nós possamos trazer a melhor experiência do mundo do vinho.”

Um mercado em expansão que já busca por diferenciais

Enquanto o mercado de vinhos vem adquirindo maturidade, no País, algumas empresas, como a Wine.com.br, tem apostado já em inovação, que foi importar o conceito de wine hunter por aqui.

No entanto, trata-se de um cargo que demanda especialização contínua, como é o caso de Vicente, que é o primeiro brasileiro a conquistar o título de Comendador de Vinhos de Bordeaux, com o reconhecimento oficial da La Commanderie Du Bontemps, por exemplo.

Honraria que apenas qualifica mais as indicações dos wine hunters da empresa. Por isso, encontrar um diferencial que poucos ainda estão praticando, visando fidelizar o público-alvo e torná-los consumidores não apenas dos seus vinhos, mas do que você tem a dizer, pode ser uma excelente estratégia para fincar raízes nesse mercado.

Por isso, empreendedores que estão busca de inovação no mercado podem encontrar na profissão de wine hunter uma boa alternativa para potencializar o seu negócio.

E então, o que achou do artigo? Que tal agora começar essa especialização baixando, gratuitamente, o nosso Guia de Degustação de Vinhos?