Gestão

Saiba como começar a exportar vinhos brasileiros

Saiba como começar a exportar vinhos brasileiros

É cada vez mais comum a presença de vinhos brasileiros em prateleiras de restaurantes e residências dos apreciadores da bebida. Quem já está estabelecido no mercado nacional agora volta os olhos para fora das nossas fronteiras e para novos mercados, com a intenção de exportar e crescer.

A vinícola Góes , por exemplo, viu a exportação sair do zero e se transformar em 3% de seu faturamento em um período de dois anos. “Exportar é algo que ‘sobe a régua’ para todos nós e aumenta nossa exigência de padrões de qualidade”, afirma o diretor comercial da Vinícola Góes, Luciano Lopreto.

O primeiro passo para exportar  é planejar objetivos, além de lembrar no aspecto burocrático, que passa pelo contato com a Secretaria da Receita Federal para solicitar a habilitação exigida para o processo. O produtor deve elaborar sua lista de preços, e confeccionar um material de apoio para que o público internacional se inteire a respeito dos seus vinhos e espumantes.

De acordo com o Ibravin (Instituto Brasileiro do Vinho), para a exportação são necessários cuidados específicos com:

  • Informações ao importador;
  • Preparação do pedido;
  • Obtenção dos certificados necessários;
  • Embalagem do produto;
  • Documentos para exportação;
  • Fechamento de câmbio;
  • Embarque da mercadoria;
  • Despacho aduaneiro.