Gestão

Saiba como influenciadores podem ajudar a dar visibilidade a seus vinhos nas redes sociais

Saiba como influenciadores podem ajudar a dar visibilidade a seus vinhos nas redes sociais

Uma das melhores estratégias para os produtores de vinhos se aproximarem de seu público via redes sociais é encontrar influenciadores nesses meios e desenvolver parcerias. Quem sugere é o coordenador do curso de sistemas de informação da ESPM, Rodrigo Tafner. Existem diferentes maneiras de fazer esse tipo de trabalho, para obter mídia conquistada ou comprada. Uma delas é enviar seus produtos ao blogueiro, crítico ou sommelier e fornecer um briefing sobre as características da bebida, qual é a categoria, se é um vinho para o dia a dia ou não, por exemplo. Isso, muitas vezes, é mais eficiente do que os canais de marcas nas redes sociais.

Um exemplo desse tipo de trabalho é desenvolvido por Alexandre Frias, “publicitário, blogueiro, apaixonado por vinho e bom de garfo”, como ele mesmo define. Responsável pelo site Diário de Baco, especializado em vinhos, compartilha tudo o que bebe com seu público. E quais são as vantagens para os produtores ou distribuidores entrarem em contato com ele e oferecer produtos para avaliação, além da visibilidade? “Umas das grandes vantagens é a visibilidade, pois dentro dos canais sociais que atualizo quase diariamente e o blog com menos frequência, alcanço muita gente.” Outra vantagem é que Frias atua dentro do mercado do vinho de forma profissional e prova vinhos constantemente. “Isso me dá uma visão mais clara do produto em termos de tipicidade, qualidade e preço. Quanto mais provamos, mais treinados ficamos.”

E ele tem uma regra clara sobre os vinhos que prova. “Quando não gosto de um determinado vinho, não escrevo sobre ele publicamente, mas devolvo ao produtor/importador minhas considerações por e-mail de forma privada”. Frias acha injusto criticar um vinho publicamente provando apenas uma vez. “Por outro lado, informá-lo sobre minha opinião pode ajudar a melhorar o produto.” Ele participa de degustações nos formatos pagos ou não. “Mas, independentemente da modalidade da divulgação, deixo claro para o parceiro a forma como trabalho. Transparência é bom para todos.”

de-garcom-a-sommelier-19